Restituição do imposto de renda 2020: datas, lotes e Malha Fina

Ajude o seu cliente a se programar

11 de janeiro de 2019

A entrega da declaração do IRPF 2020 foi adiada devido a pandemia do Coronavírus. Neste sentido, todo o cronograma da obrigação foi alterado inclusive o processo de restituição do imposto de renda.

Serão menos lotes e o processo de restituição começará mais cedo. Por isso, é importante que você fique atento ao prazo de entrega e verifique se a declaração do seu cliente caiu, ou não na malha-fina. 

O artigo de hoje vai te mostrar as novas datas para restituição do imposto de renda, como consultar a malha-fina e dicas sobre os benefícios de antecipar a entrega da declaração.

Restituição do imposto de renda 2020

Uma das principais mudanças para o Imposto de Renda 2020 é o processo de restituição. Neste ano, serão apenas cinco lotes e o primeiro começou a ser pago no dia 29 de maio. O último está previsto para ser pago em 30 de setembro.

Confira todas as datas:

  • 1º lote: 29 de maio;
  • 2º lote: 30 de junho; 
  • 3º lote: 31 de julho;
  • 4º lote: 31 de agosto; 
  • 5º lote: 30 de setembro.

A Receita Federal trabalha por “ordem de chegada”. Ou seja: aqueles que realizaram a declaração antes também vão receber a restituição mais cedo.

Vale lembrar que é dada prioridade respectivamente à idosos com idade acima de 80 anos, seguido por aqueles que possuem 60 anos. Além disso, às pessoas com deficiência também têm prioridade. É um ponto interessante a ser abordado com seus clientes, pois a restituição adiantada é uma chance para planejar também a renda que chega.

Consulta da restituição do imposto de renda

Você pode consultar a restituição do imposto de renda do seu cliente por meio do site da Receita Federal, no aplicativo do órgão, ou pelo telefone 146.

Os valores de restituição do imposto de renda sofrem atualizações de juros que variam de acordo com a taxa Selic.  Além disso, eles são depositados nas contas vinculadas pelo contribuinte durante a declaração e ficam disponíveis por um ano. Caso não haja movimentação nesse período, é necessário fazer novo pedido de pagamento à Receita Federal. 

Casos de restituição ou imposto indevido

É comum durante o preenchimento da declaração, a digitação de valores e dados incorretos. Sendo assim, é possível terproblemas com o Fisco, levar o seu cliente a malha-fina e, por consequência, atrasar o pagamento da restituição. 

Nesse caso, fazer a declaração antecipadamente te dá a oportunidade de corrigir possíveis erros antes que o prazo se encerre. Assim, essa prática permite que juros e multas sejam evitados, prevenindo que o seu cliente caia na malha fina.

Multas

Caso você entregue a declaração do cliente depois do prazo, será cobrada uma multa de 1% ao mês ou fração de atraso. A multa é calculada sobre o total do imposto devido e o valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Caso tenha alguma pendência de anos anteriores, os valores serão descontados da restituição do Imposto de Renda deste ano.

Investimentos com a restituição do imposto de renda

Investir o dinheiro da restituição é uma opção muito vantajosa para aqueles que querem ter um lucro a mais na renda. Sendo assim, ao possuir o recurso na conta, é conferido como liquidez para o investidor.

Saber a previsão de quando será feita a restituição do IRPF do seu cliente é importante para que ele possa planejar futuras ações.

Consulta à Malha Fina

Erros de digitação, informações incorretas, aumento repentino de caixa, esses são alguns dos motivos que podem levar o seu cliente à Malha Fina. Este é um processo moroso em que você precisa confirmar todas as informações que constam na declaração.

Além de chato, esse processo atrasa o pagamento da restituição do imposto de renda e pode gerar problemas mais sérios para o seu cliente. Por isso, é importante contar com soluções para gestão do imposto de renda. Elas ajudam você a entregar o melhor serviço e evitar problemas para o seu cliente. 

Caso você já tenha entregue a declaração do seu cliente e queira consultar se a declaração teve alguma restrição, basta acessar o site da Receita Federal, colocar os dados dele e fazer a consulta. 

Esperamos que nosso artigo tenha sido de grande ajuda para você e para os seus clientes entenderem sobre os prazos de restituição do imposto de renda. Quer saber como evitar que o seu cliente caia na malha-fina? Fizemos um infográfico com os principais motivos que levam os contribuintes a ter problemas com o Fisco. Espero que goste do material.

Escrito por

Mastermaq Software

A Mastermaq mantém, há 28 anos, uma história ao lado dos contadores e empresas, com o propósito de transformar a contabilidade em fator de sucesso para o empreendedor brasileiro. Especialistas em soluções para gestão e operação de organizações, com forte aderência às legislações: contábil, fiscal, trabalhista e tributária, a empresa atende todo o território nacional.

Confira nossos outros posts