Como fazer um processo seletivo eficiente no escritório contábil?

Nós sabemos que um dos grandes desafios para os gestores de escritórios de contabilidade é a contratação de colaboradores ideais para o negócio em um processo seletivo. Além de aumentar os seus índices de rotatividade – o que gera muitas despesas -, contratar errado pode desequilibrar a equipe em seu escritório, diminuir a produtividade e até mesmo gerar a perda de novos negócios.

E por que é tão difícil selecionar o candidato certo? Bom, na maioria das vezes os responsáveis pelo processo seletivo estão muito preocupados com as habilidades técnicas dos profissionais e deixam de observar as capacidades mais subjetivas – as soft skills – que são fundamentais para a adequação do novo colaborador.

No artigo de hoje, você vai entender como contratar o colaborador ideal para o seu escritório de contabilidade. Saiba tudo o que você deve analisar para selecionar um profissional que se adequa às suas necessidades e tem o potencial de impulsionar o crescimento do seu negócio!

Muito além do currículo: o que analisar em um processo seletivo?

Muito provavelmente, você já conhece a importância de avaliar as capacidades técnicas dos candidatos em um processo seletivo. Através da análise do currículo, da busca de referências, da aplicação de dinâmicas e de provas, você consegue saber se um profissional sabe ou não desenvolver determinada atividade operacional do dia a dia.

Mas pense na seguinte situação: o seu escritório precisa de um profissional que vai lidar diretamente com clientes muito importantes. Por isso, precisa manter um relacionamento próximo com cada um deles além de desempenhar as suas atividades de contabilidade, como preenchimento e envio das obrigações. Ele deve contar com as habilidades profissionais de sociabilidade e empatia, por exemplo, bem desenvolvidas.

Essa é apenas uma situação, mas, para cada cargo do seu escritório, os profissionais precisam contar com certas competências comportamentais para que se adequem de forma saudável à equipe, ao escritório e para que desenvolvam um bom trabalho.

É claro que quanto mais capacitado para o cargo o candidato estiver, melhor. Mas é muito mais simples você desenvolver as habilidades técnicas em um profissional do que as competências comportamentais! É por isso que nós ouvimos por aí que “contrata-se pelo currículo, demite-se pelo comportamento”.

Apesar de existir a possibilidade das características mais subjetivas de uma pessoa serem desenvolvidas ao longo do tempo através da Gestão Comportamental, é muito melhor se você contratar alguém que já tem as capacidades necessárias e pode até mesmo potencializá-las, não é mesmo?

Agora que você já sabe a importância de analisar as competências comportamentais dos candidatos, vamos ao próximo passo: entender como levar isso ao seu processo seletivo!

Colaborador certo na vaga certa: como analisar o perfil comportamental dos candidatos?

É claro que não existe uma receita do profissional perfeito para o seu escritório. Mas, como você viu, é fundamental escolher um candidato que se adeque à sua cultura organizacional e às necessidades da função que vai ser desempenhada. A partir disso, fica muito mais fácil integrar o colaborador ao seu escritório e desenvolvê-lo para resultados cada vez melhores!

Para isso, você precisa cumprir algumas etapas em seu processo de recrutamento e seleção. Vamos lá!

1 – Desenhando a vaga

O primeiro passo, antes mesmo de divulgar a nova oportunidade de trabalho e começar o processo de recrutamento e seleção, é definir o que é necessário para a vaga que você está abrindo em seu escritório contábil.

Você precisa de uma pessoa mais comunicativa, extrovertida e otimista? Ou de alguém mais focado, que preza muito pela qualidade e é bastante detalhista? Quais são as competências fundamentais?

Tome muito cuidado com essa etapa! É ela que vai te guiar durante todo o processo seletivo! Isso pode levar tempo, mas lembre-se que você vai precisar desenhar a vaga apenas uma vez e apenas fazer pequenas readequações ao longo do tempo. É um trabalho complicado, mas que gera muitos resultados. Então, leve o tempo necessário!

2 – Selecionando o profissional certo

Agora, chegou a hora de selecionar o colaborador ideal para o seu escritório e a vaga que está aberta. Para isso, você deve analisar o perfil comportamental dos candidatos para identificar quais são as suas principais características e competências de forma simples e fácil!

Fazendo o mapeamento comportamental de cada um, você consegue cruzar as informações com o desenho da vaga a ser ocupada. Assim, você otimiza muito o processo seletivo, já que pode levar para a segunda etapa de entrevistas apenas os candidatos que tenham as características necessárias para a função que você está selecionando.

Assim, o processo de recrutamento e seleção se torna muito mais assertivo e rápido, diminuindo os custos do seu escritório e gerando melhores resultados tanto para você quanto para os seus clientes!

Agora que você já sabe como fazer um processo seletivo eficiente em seu escritório, é hora de entender como planejar treinamentos que geram resultados reais para os atuais e novos colaboradores do seu negócio. Preparamos um ebook que vai te ajudar com isso – é só clicar aqui para baixar gratuitamente!

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM