Mentoring: conheça os benefícios dessa prática

12 de abril de 2019

Você já deve saber o quão importante é para um negócio desenvolver e reter seus talentos. Mas, como fazer isso? Uma das maneiras mais eficazes de realizar gestão de pessoas na sua empresa é através do mentoring.

Mentoring é um termo em inglês que significa “mentoria” ou “apadrinhamento”, e está relacionado ao desenvolvimento humano e profissional. A prática consiste no compartilhamento de conhecimentos entre um especialista e uma pessoa menos experiente na área.

O serviço tem se tornado uma tendência quando o assunto é otimizar desempenhos e aperfeiçoar capacidades, e é claro que não seria diferente para o ramo contábil. No nosso artigo você vai aprender tudo sobre o mentoring e como implementá-lo no seu empreendimento.

Quando recorrer ao mentoring?

Uma empresa só é capaz de atingir as metas estabelecidas quando seus colaboradores estão devidamente habilitados para tal. Portanto, é aconselhável que o mentoring seja realizado periodicamente e, não somente quando um funcionário é promovido e necessita de um treinamento para a nova função.

O compartilhamento de experiências é uma ótima forma de estimular a capacitação individual e coletiva. O mentor é a pessoa ideal para direcionar esse tipo de ação, por ser um profissional extremamente preparado e com uma ampla carga de conhecimentos.

Além de agregar em orientação técnica, o mentoring melhora o desempenho na gestão de pessoas e, por ser uma referência em sucesso pessoal, o mentor pode ser o que você precisa para aumentar a motivação de sua equipe ou de um colaborador em especial.

Tipos de mentoring

O mentoring também é solicitado em âmbitos exteriores aos profissionais, como o familiar e religioso. Normalmente, são encontradas três classificações de mentores:

  • Mentor-pai: age como um confidente e conselheiro, assumindo a figura de pai ou um amigo mais velho;
  • Mentor de carreira: acompanha o progresso profissional e acadêmico;
  • Mentor profissional: um profissional mais experiente que orienta pessoas que buscam mais conhecimento na respectiva área de atuação.

Quem pode ser um mentor?

O mentor deve ser, principalmente, alguém com autoridade e vivência no que se propõe a ajudar. Mas, atenção! Idade não é sinônimo de experiência. Um profissional jovem pode ser plenamente capacitado em sua área, enquanto alguém com mais idade não necessariamente é mais indicado para ser um mentor.

Como se trata de uma relação interpessoal, o mentor também deve possuir grande inteligência emocional e um olhar visionário. Ele não precisa de uma certificação específica ou de ter feito um “curso de mentoring”. Todo o seu conhecimento advém das experiências profissionais adquiridas durante o seus anos de atuação.

Mentoring x Coaching: quais as diferenças?

Qual a diferença entre mentoring e coaching? Essa é uma dúvida muito comum, já que ambos são termos de origem inglesa que se referem a processos de orientação e aconselhamento. No entanto, as práticas são bastante distintas.

Como já dizemos, o mentoring se caracteriza por  uma relação de interdependência: o “cliente” precisa colher as informações fornecidas pelo mentor e, dessa forma, sanar suas lacunas e deficiências, normalmente acerca de temas como relações humanas, economia e mercado. O relacionamento tem duração mais longa, sendo muitas vezes para o resto da vida.

o coaching é um processo de duração limitada, baseado na autonomia e que busca a individualidade. É um serviço voltado ao autoconhecimento, no qual o “cliente” é incentivado a encontrar, por si próprio, as respostas e soluções. Para se tornar um coach validado, normalmente é exigido algum tipo de certificação, ao contrário dos mentores.

O mentoring na contabilidade

O mentoring contábil pode se tornar mais um dos serviços que o contador está apto a oferecer, quando esse é um profissional experiente e se sente preparado para exercer tal atividade. Essa ação é uma das maneiras possíveis de ressignificar a atuação da contabilidade frente às diversas modificações e modernizações pelas quais o ramo está passando.

Além disso, é uma ótima opção para você que pensa em expandir o portfólio e a lista de contatos. Isso porque várias empresas e pessoas possuem dúvidas concernentes aos âmbitos fiscais e tributários, por exemplo. Essas dúvidas, por sua vez, somente um perito pode resolver. Portanto, o aprimoramento constante é fundamental para que você seja um mentor reconhecido.

E aí, gostou da leitura? Espero que nosso artigo tenha te ajudado a entender um pouco melhor sobre a prática de mentoring. Está interessado em outras informações e dicas relevantes para você e sua empresa? Acesse os outros artigos do nosso blog e curta nossas páginas sociais, como o  Facebook e o LinkedIn.

Escrito por

Mastermaq Software

A Mastermaq mantém, há 27 anos, uma história ao lado dos contadores e empresas, com o propósito de transformar a contabilidade em fator de sucesso para o empreendedor brasileiro. Especialistas em soluções para gestão e operação de organizações, com forte aderência às legislações: contábil, fiscal, trabalhista e tributária, a empresa atende todo o território nacional.

Confira nossos outros posts