IRPF: A defasagem na tabela e o impacto para o seu cliente

7 de janeiro de 2019

Você sabia que a tabela de IRPF informa quais parcelas da população devem declarar o imposto de renda e os valores que devem ser pagos de acordo com a remuneração dessas pessoas?

Em tese, essa tabela deveria ser atualizada para acompanhar a inflação. Mas não é bem isso que tem acontecido. Por isso, no artigo de hoje, vamos esclarecer tudo sobre a defasagem na tabela do IRPF e te contar qual é o impacto disso para o seu cliente!

O que é a defasagem no IRPF?

A defasagem no IRPF consiste basicamente no adiamento de mudanças na tabela, que ocorreriam de acordo com a inflação. Como essas alterações não acontecem há bastante tempo, o impacto para os contribuintes é grande.

Por exemplo, se houvesse a atualização, alguns grupos de pessoas estariam isentos do imposto e outros pagariam bem menos por ele.

Hoje, o número que expressa essa defasagem chega a 88,6%, resultado das mudanças na tabela que não ocorre desde 1996. É um índice muito alto, não é? Então, maiores ainda são os ajustes que deveriam ser feitos e as consequências para o cliente.

Impacto da defasagem para os clientes e a Inflação

Falando do impacto que isso traz para os contribuintes, ele está relacionado com a inflação porque com o aumento nos preços, consequentemente há um aumento na remuneração.

Isso insere mais pessoas na declaração do IRPF quando estas atingem a renda estipulada para declarar e impede a redução da alíquota para outros grupos, que pagam cada vez mais impostos. Tudo isso por causa da defasagem.

Uma questão importante é que o aumento do salário não necessariamente significa maior poder de compra. Tão pouco, maiores condições de pagar impostos. Na verdade, o que originou essa expectativa na remuneração foi justamente o aumento no preços da economia!

Consequentemente, o entendimento de tudo isso deveria provocar alterações na participação dos seus clientes com a declaração. Assim, se aproximaria cada vez mais dos valores do conceito de justiça fiscal e da tabela devidamente corrigida.

As alterações têm duas naturezas: a de isenção e a de diminuição.

  • Isenção

A correção na tabela prevê a isenção do Imposto de Renda para dois grupos, o que declara uma alíquota de 7,5%uma parcela do que declara 15%.

Enquanto os integrantes do primeiro já não fazem mais parte da parcela que precisa pagar o tributo, os componentes do segundo precisariam apresentar uma renda que não ultrapassasse o valor mínimo estipulado.

  • Diminuição

A diminuição no IRPF aconteceria para todos os que não estão isentos, exceto para os que têm uma renda mensal de aproximadamente R$ 8837,92. Dessa maneira, eles continuariam pagando a alíquota de 27,5%.

Aqueles integrantes que pagam a alíquota de 15% e que ultrapassaram o valor estipulado para ter direito à isenção, teriam sua contribuição reduzida para os 7,5%. Desse modo, a diminuição no valor também ocorreria para os que declaram 22,5% e 27,5%, com as devidas proporções.

Um papel consultivo

São muitos os detalhes da defasagem da tabela do IRPF. Com isso, surge o seu papel ao considerar os impactos para o cliente. É importante alertar o contribuinte e o deixar sempre bem informado. Ele precisa saber de todo o processo e estar preparado para qualquer mudança que possa alterar o fluxo da declaração. Inclusive, fique atento às mudanças no Imposto para  2019.

Dessa forma, além de esclarecer sobre aspectos importantes, você também dá o primeiro passo para desenvolver um trabalho consultivo, que pode fortalecer ainda mais a sua relação com o cliente e gerar grandes resultados.

Agora que você já tem consciência de como a defasagem na tabela do IRPF afeta o seu cliente, saiba a importância de agilizar os documentos para fazer uma boa declaração de renda. É só clicar aqui.

Escrito por

Mastermaq Software

A Mastermaq mantém, há 27 anos, uma história ao lado dos contadores e empresas, com o propósito de transformar a contabilidade em fator de sucesso para o empreendedor brasileiro. Especialistas em soluções para gestão e operação de organizações, com forte aderência às legislações: contábil, fiscal, trabalhista e tributária, a empresa atende todo o território nacional.

Confira nossos outros posts