Inovação nas empresas: como turbinar negócios já consolidados

Descubra as práticas que fomentam ou travam a inovação nas empresas

4 de maio de 2020

Apple, Microsoft, Disney.. empresas grandes, com anos no mercado e que continuam à frente de várias outras do seu segmento. O que possuem em comum? Inovação! 

Embora pareça uma realidade “distante”, associada em peso à grandes empresas líderes de mercado, as estratégias inovadoras estão (e precisam estar!) presentes em todos os tipos de negócio, seja em processos relacionados à sua oferta de valor ou ações internas. 

Existe uma visão que o ato de inovar em empresas está atrelado diretamente à tecnologia e invenção de novas soluções, mas essa ação não se resume a esses dois fatores. Muitas vezes, com pequenas reestruturações internas e nos produtos/serviços oferecidos, já é possível observar resultados mais positivos no mercado. 

Hoje vamos falar sobre práticas que atrapalham e estimulam o desenvolvimento de inovação nas empresas consolidadas. Vamos lá!

Equipes integradas

O modelo usado em Startups vem sendo replicado em empresas tradicionais para a entrega de resultados com mais rapidez e precisão quanto a necessidades mercadológicas.  Sendo assim, A criação de equipes com membros de vários departamentos é um desses modelos, quebrando barreiras, incentivando novas ideias e criando um ambiente colaborativo.

Liderança Conservadora impede a invação nas empresas

A liderança conservadora é um dos fatores que desestimula o desenvolvimento da inovação e criatividade. A preocupação de manter uma postura de poder acaba refletindo em uma cultura organizacional restritiva e limitada.

Esta cultura impede a introdução de práticas novas para otimizar atividades e entregar resultado que o mercado espera, deixando processos defasados e perdendo espaço para concorrentes.

Equipes com mais autonomia

Permitir que equipes tomem mais decisões sem precisar revisá-las ou esperar posicionamentos de terceiros, é um passe livre para criarem novos métodos e estratégias, fomentando a inovação.

Essa possibilidade permite também que os funcionários busquem mais conhecimento, agregando e se mantendo atualizados.

Inovação nas empresas não se restringe a um setor

A divisão de setores como núcleos de formação inovadora não é devidamente efetivo. A distribuição dessa “mentalidade” deve abranger todos os departamentos de um negócio, assim todos estarão alinhados e entregando resultados que se completam.

Reinvente-se

“Toda grande empresa acaba criando uma cultura de que o que funciona é fazer o mesmo que foi feito até agora. Isso é daninho para a inovação. Precisamos deixar o ego de lado e abandonar essa postura”. 

Essa frase foi dita por Richard Chaves, diretor de Inovação e tecnologia na Microsoft no Brasil. É ótimo você ter uma experiência vasta com ações que deram certo, mas para se manter referência no mercado, é preciso entender as novas tendências e se adaptar! 

Esteja atento e se atualize!

Estude o que outras pessoas estão fazendo no seu segmento para não ficar para trás. Não precisa se desesperar, os processos internos não são alterados do dia pra noite, mas com foco é possível! O estudo é primordial neste caso.

Se alinhar com os funcionários é essencial para a mudança começar e se criar um ambiente propenso à inovação em empresas. Portanto, rever o propósito de existência da empresa, sua organização e como são tomadas decisões é uma boa forma de começar a agir.

A inovação é uma cultura e, para ser implantada na sua empresa, deve contemplar todas as áreas: produtos, serviços, processos, relações internas e externas e seus departamentos.

Agora que você sabe os fatores corporativos para inserir essa cultura na empresa, preparei um artigo com as 10 Ferramentas para bombar sua empresa para conquistar novos resultados.

Escrito por

Gabriela Bowen - Estagiária de Marketing

Gabriela é estagiária de Marketing e Conteúdo da Mastermaq Software, sob a supervisão de João Vitor Fernandes - Analista de Conteúdo.

Confira nossos outros posts