Implementação adequada na gestão de projetos

Dando continuidade ao artigo publicado anteriormente, abordaremos agora os aspectos e a importância da etapa de implementação de um projeto. Como dito anteriormente, projetos têm por objetivo servir como um viabilizador de mudanças e, portanto, é um fator crítico de sucesso para a estratégia corporativa.

Não se pode afirmar que existe receita pronta para a implementação eficaz de um projeto, uma vez que cada um tem suas especificidades em termos de tempo, escopo, objetivos e recursos. Contudo, existem etapas básicas comuns a este processo que, se seguidas com resiliência e disciplina, maximizarão as possibilidades de sucesso.

Conforme figura abaixo, o ciclo de vida de um projeto consiste em, basicamente, cinco etapas a serem seguidas:

5 etapas de um projeto

A Iniciação é a etapa na qual formalizamos as necessidades, objetivos, requisitos essenciais e restrições, além de definirmos as partes interessadas, envolvidas e os responsáveis pela gestão.

Em seguida, temos o Planejamento, momento do desdobramento das diretrizes, considerando criteriosamente o tempo, escopo, equipe, custos, riscos e todos os outros pontos registrados como relevantes na etapa de planejamento.

Posteriormente temos a Execução, etapa em que devemos estabelecer uma ótima comunicação com as partes envolvidas para monitorar constantemente a evolução de cada entrega planejada.

O Controle é a quarta etapa, na qual obtemos os dados de monitoramento da execução e, a partir deles, ajustamos sempre que necessário a trajetória, a fim de manter o traçado direcionado ao objetivo idealizado.

O Encerramento é a última das etapas básicas, onde avaliamos os resultados obtidos e os confrontamos com o idealizado. Isso, além de definir a eficácia do projeto, nos possibilita obter lições de aprimoramento para os próximos.

Por fim, um ponto relevante representado na imagem acima, está relacionado às etapas de Planejamento, Execução e Controle, que ocorrem em determinado momento de forma paralela e cíclica.

O Controle deve, se necessário, provocar revisões de planejamento e, consequentemente, novas linhas de execução até que o projeto esteja alinhado com os objetivos almejados. Essa iteração remete ao ciclo PDCA.

No próximo artigo falaremos sobre as características e importância de indicadores de desempenho como recurso de monitoramento da eficiência e eficácia do projeto.

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM