Fluxo de Caixa: Entenda como agir para prevenir perdas

O fluxo de caixa é um dos pilares fundamentais quando pensamos na estabilidade financeira de um negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. Além de uma importante ferramenta de organização que permite que você tenha mais controle dos seus gastos, ele evita que você seja pego de surpresa por algum imprevisto!

É por oferecer tantas facilidades e estar ligado diretamente à gestão dos seus processos financeiros, que esse mecanismo pode ser uma das chaves para prevenir perdas.

Já que essa ferramenta é tão importante, reunimos algumas informações que você precisa saber sobre ela. É só continuar lendo:

O que é o fluxo de caixa?

Como vimos, o fluxo de caixa é um instrumento de organização que te ajuda a administrar as suas finanças. Ele acompanha detalhadamente tudo o que diz respeito à movimentação do capital na empresa através da entrada e saída do dinheiro.

Essa análise detalhista é realizada periodicamente, podendo ser diária, semanal ou mensal. Ao final do processo, um balanço anual é gerado para avaliar de forma mais completa a situação financeira do negócio.

Mas não é só isso! Essa administração tem um objetivo: mostrar o saldo disponível para você não ser pego desprevenido. Por isso, listamos alguns procedimentos que vão te ajudar a preservar a saúde financeira e consequentemente, evitar as perdas:

1. Faça todo o registro de entrada e saída

Para o fluxo de caixa ser realmente eficaz é necessário registrar todas as movimentações financeiras da loja, incluindo as ordinárias. Muitas vezes relacionadas à alimentação e higiene, essas despesas costumam ser destinadas a prover necessidades básicas e acabam passando despercebidas.

O melhor de tudo é que armazenando os dados sobre tudo o que entra e sai do seu empreendimento você reduz as chances de ser surpreendido por perdas. Algumas delas talvez não sejam tão fáceis de conter se você perceber muito tarde. Ah, e é claro, por alguma conta que não está fechando e pode gerar uma grande dor de cabeça!

2. Fique atento ao seu capital de giro

O capital de giro é um dos elementos mais importantes quando falamos de administração financeira. Ele é o total de recursos que uma empresa possui para garantir a sua subsistência. Sua medição é feita pela capacidade imediata de transformação desses recursos em capital.

Sendo assim, esse aspecto tão essencial para a manutenção do fluxo de caixa, deve ser controlado rigorosamente. Ao direcionar suas atenções à ele, você consegue determinar as prioridades dentre as suas despesas e evitar que o seu negócio esteja exposto à futuros riscos, como por exemplo, aqueles que dizem respeito às perdas.

Além disso, quando você realmente precisar acionar o seu capital de giro, é bem melhor que ele esteja lá, pronto para te atender, não é mesmo?

3. Analise frequentemente os dados

Um dos principais pontos quando o assunto é fluxo de caixa é a análise frequente dos dados. Já ouviu falar que quanto mais cedo você identifica um erro, mais cedo você também consegue resolvê-lo? É exatamente isso! Sem verificar periodicamente como estão seus dados você não consegue tomar decisões rápidas que vão te fazer acertar rápido.

Além disso, analisar os dados com frequência é sinônimo de prevenção! Isso porque se há monitoramento diário das contas, você provavelmente tem uma visão holística sobre as finanças da loja e, consequentemente, pode conduzir estratégias para lidar com aqueles problemas inesperados… Sim, estamos falando das perdas!

4. Deixe uma quantia reservada para situações imprevisíveis

Se prevenção é palavra de ordem quando queremos evitar perdas a partir de uma boa gestão do fluxo de caixa, é preciso guardar uma determinada quantia para situações que muitas vezes não conseguimos prever. Isso evita que você tenha que recorrer a recursos como o capital de giro. Ele está lá para suprir as necessidades, mas não pode ser utilizado em todos os momentos.

Já pensou se tudo o que aparecer de imprevisível for motivo para retirar uma quantia do seu capital de giro? Esse é um dos erros mais comuns na gestão financeira. Isso pode acabar provocando um déficit ainda maior nas suas finanças porque esse recurso é utilizado para fazer a sua empresa girar e não para cobrir tudo o que aparece subitamente.

Então, o melhor mesmo é se organizar e separar um valor considerável para cobrir tudo o que não está inicialmente nos planos da sua loja.

Últimas Considerações

Como pudemos ver, as perdas representam grandes prejuízos para o varejo e para reduzi-las você pode, além de continuar atento com o seu fluxo de caixa, realizar uma administração de materiais eficiente. Procedimentos como esse ajudam no gerenciamento de riscos do seu negócio e te dão uma visão mais ampla sobre os seus problemas.

Mas, apesar desses mecanismos de prevenção te ajudarem, é importante considerar que eles não são automatizados. Isso pode demandar de você mais tempo e esforço, além é claro, da probabilidade de não identificar erros antecipadamente.

Por isso, considerar uma opção que te ajude a resolver essas vulnerabilidades pode ser decisivo para você, não só evitar prejuízos, mas multiplicar a lucratividade do seu negócio! Para ser mais eficaz, um bom sistema pode te ajudar!

Agora que você já sabe como um fluxo de caixa interfere no seu processo de prevenção de perdas, não deixe de conferir também o nosso artigo que te apresenta uma solução ainda mais eficaz para administrar o seu negócio!

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM