Finança pessoal: como cuidar bem do seu dinheiro em tempo de crise?

Com organização, seu dinheiro rende muito mais!

6 de abril de 2020

Pagar contas e boletos de mês em mês é necessário, isso todos nós sabemos — até demais não é mesmo? Porém, com alguns hábitos e disciplina seu salário pode valer muito mais, possibilitando grandes conquistas como trocar de carro ou a tão sonhada casa própria. Estamos falando, claro, de finança pessoal.

Muito se fala de isolamento social e impactos econômicos causados pelo COVID-19. Mas, como passar por esse momento de crise sem perder o controle das despesas pessoais? Para as empresas existem a opção de fazer o controle do fluxo de caixa? Mas e quando falamos da pessoa física?

No artigo de hoje vamos te dar as dicas de como fazer uma boa gestão de finança pessoal. Confira!

Antes de tudo: Organização

A primeira etapa de uma gestão de finança pessoal consiste na organização.

Para tomar decisões, precisamos entender 100% nosso cenário atual. Uma boa ideia seria se organizar a partir de planilhas, contabilizando todas as contas a pagar, com seu prazo e valor, seus gastos diários e entradas também.

A partir desse conhecimento, podemos observar para onde o dinheiro está indo e analisar onde ele pode ser reduzido ou cortado, assim terá menos valores saindo do que entrando e será possível montar uma reserva!

Finança Pessoal: regra 50-15-35

Já ouviu falar nessa regra? Essa é uma das formas para separar melhor seus gastos, entenda como funciona e avalie se ela encaixa em sua realidade financeira.

No seu salário é recomendado que no máximo 50% seja destinado á gastos essenciais, como luz, aluguel, plano de saúde, gasolina. Quando as despesas ultrapassam essa porcentagem, pode ser que suas precisem ser revisadas pois, ainda há mais gastos por vir. 

Nessa fórmula, os 15% são recomendados para prioridades financeiras, como pagamento de dívidas, por exemplo. Caso você esteja em dia, pode fazer dessa porcentagem um investimento, guardando em fundos de renda fixa ou poupança. Ou seja, poupar para aquela reserva de emergência ou para planos futuros.

O restante – 35% – corresponde a gastos ligados ao “estilo de vida”, como academia, shows, restaurantes..

Cuidado! Vale ressaltar que a separação deve seguir esta ordem; os gastos essenciais e de prioridade devem vir antes do estilo de vida, seguindo a ideia do famoso ditado “obrigações primeiro, diversão depois”.

Grandes resultados requerem planejamento

Para alcançar grandes metas é preciso planejamento. Defina quais são seus objetivos e a partir disso trace seu orçamento; quanto custará, quais métodos de pagamento, quanto será seu gasto mensal (por exemplo carro, com gasolina, IPVA).

Dessa forma, ficará mais fácil enxergar realmente qual será seu gasto real e poderá se preparar da forma correta, sem gerar dívidas comprometedoras.

Seguindo a ordem apresentada anteriormente, para este investimento reduza os gastos com o estilo de vida, para também não criar um problema com suas contas atuais.

Finança Pessoal: cuidado com cartão de crédito

Esse pequeno pedacinho de plástico pode ser um grande problema para suas finanças! Ao usarmos a forma de pagamento de cartão, muitas vezes não assimilamos de fato a quantia de dinheiro que estamos gastando.

Sabe quando temos uma nota de R$100,00 e ficamos relutantes de gastá-la? O efeito é exatamente o contrário. Não assimilamos realmente quanto estamos gastando e, mesmo que seja essa mesma quantidade, a sensação é de ser “mais barato”, afinal não vemos o dinheiro saindo da carteira!

Ou pelo menos não vemos no momento, porque alguma hora vamos ter que arcar com todas as despesas acumuladas no mês.

Portanto, esteja sempre atento com essa forma de pagamento e sempre anote quando usar seu cartão de crédito, assim manterá sua finança pessoal em dia e sem complicações.

Disciplina é tudo quando falamos de finança pessoal

Essas foram algumas dicas de como organizar suas finanças pessoais para que você se adapte da melhor forma e defina suas metas! O que você pretende: manter as contas em dia? economizar? realizar um sonho?

A disciplina é fundamental para essas realizações. Espero que tenha gostado do conteúdo!Agora que você já sabe como manter a sua finança pessoal em dia em tempos de crise. Podemos falar da saúde financeira da sua empresa.

Você sabia que o seu contador também pode te ajudar nesse processo? Escrevemos um artigo sobre isso aqui no blog, é só clicar nesse link e se informar.

Escrito por

Gabriela Bowen - Estagiária de Marketing

Gabriela é estagiária de Marketing e Conteúdo da Mastermaq Software, sob a supervisão de João Vitor Fernandes - Analista de Conteúdo.

Confira nossos outros posts