7 erros que prejudicam o lucro da empresa

Não é novidade para ninguém que a rentabilidade de uma empresa está intimamente ligada à boa gestão e bons negócios efetivados. E quando um mau cenário econômico dificulta ainda mais as coisas, as vendas se tornam uma preocupação de qualquer empreendedor.

Nesse contexto fica evidente para qualquer bom gestor que grandes melhorias nas estratégias de vendas são necessárias, caso contrário, é bem possível que o empreendimento sofra uma retração ou até mesmo feche as portas.

Veja agora os principais erros que você deve evitar para não comprometer seus resultados financeiros em momentos de incertezas no mercado:

1. Não caprichar no planejamento

O primeiro grande erro que impacta no lucro da empresa é não ter um bom planejamento. Perceba que estamos falando tanto do planejamento comercial — que é a definição de campos de atuação, a criação de planos de ação e a definição de metas e objetivos — quanto da prestação dos serviços em si.

Sem planejamento, os prazos e a qualidade não são cumpridos e as ações se desencontram, gerando um clima de improviso que tende a prejudicar a gestão da empresa e as vendas. E mais: sem planejamento, fica impossível definir metas e engajar a equipe para alcançar resultados esperados.

2. Não conhecer os clientes e suas necessidades

Essa é uma das maiores razões pelas quais as empresas perdem oportunidades de vendas e não conseguem fidelizar seus clientes. Não conhecer os clientes e não saber ao certo quais são as suas necessidades limita, e muito, o poder de atuação do vendedor. Afinal, o relacionamento fica mais difícil pois o cliente não perceberá sua empresa como uma instituição que realmente quer atende-lo em suas necessidades e expectativas.

Em um mercado cada vez mais competitivo, com consumidores cada vez mais informados e assediados pelo concorrência, é muito fácil deixar escapar vendas importantes simplesmente por não se preocupar em ouvir o que o cliente tem a dizer.

3. Não acompanhar a evolução do mercado

O mercado está evoluindo cada vez mais rápido e com mais intensidade, e não se antecipar a essa evolução também pode ser muito prejudicial para a imagem da marca e para as vendas.

Empresas e profissionais precisam ficar cada vez mais atentos às mudanças do mercado em relação ao comportamento dos consumidores, ao que a concorrência está fazendo, quais são as novas tendências de consumo, entre outros pontos.

Afinal, no ritmo acelerado no qual novos negócios surgem e com as mudanças de hábitos do consumidor, manter um negócio estável exige muita pesquisa de mercado. Lembre-se que a sua empresa deve evoluir, no mínimo, com a mesma rapidez com a qual o mercado evolui.

4. Não trabalhar corretamente a retenção de clientes

Todo empreendedor sabe que vender para clientes já conquistados é mais simples e barato do que conquistar novos clientes.

De acordo com a consultoria global McKinsey, uma empresa gasta, em média, 52% do seu orçamento de marketing para adquirir novos clientes. Para fidelizar os clientes atuais e continuar vendendo para eles, no entanto, é necessário investir apenas 12%! Da mesma forma, é preciso se conscientizar que a perda de um cliente pode representar uma queda considerável no lucro da empresa.

Mais do que evitar a perda, é preciso trabalhar para aumentar o ticket médio e identificar novos problemas e anseios, gerando novas oportunidades e incrementando as vendas para a carteira ativa de clientes.

5. Não inovar os processos, produtos e serviços

O conservadorismo tem feito com que muitas empresas tradicionais percam espaço no mercado. Afinal, com o avanço da tecnologia, os concorrentes surgem com mais facilidade (basta observar o crescimento exponencial das startups no mercado atual, por exemplo), trazendo diversas inovações.

Fazer tudo igual só porque “isso sempre funcionou” é uma péssima estratégia. É preciso pensar sempre na inovação dos processos internos, em novos produtos e serviços que surpreendam o consumidor e, sobretudo, em inovar a gestão da empresa.

Mas lembre-se: inovar não significa, necessariamente, criar algo mirabolante, mas sim fazer melhor, criar diferenciação e valor a partir de um ângulo que ninguém pensou ainda.

6. Não investir em comunicação e marketing

Outro ponto que prejudica os resultados das empresas é o pouco investimento em comunicação e marketing. Hoje, a falta de verba não é mais uma desculpa viável, pois a internet também facilitou muito as ações para quem dispõe de pouco capital.

Através das redes sociais, do site corporativo e de anúncios bem direcionados e com valor pré estabelecido, é possível alcançar o consumidor com investimentos relativamente baixos. Portanto, utilize a democratização da informação a seu favor para criar ações e táticas de marketing na web. Não adianta ter ótimos processos, produtos e serviços se o seu cliente não sabe disso.

7. Não precificar corretamente os produtos e serviços

Por fim, a precificação errada dos produtos e serviços é um erro que costuma diminuir o lucro da empresa, muitas vezes sem que o gestor nem se dê conta. Afinal, de nada adianta fazer um grande volume de vendas se o preço cobrado não cobre as despesas e não há uma margem de lucro (bruto e líquido) saudável.

E você, o que você achou dessas dicas para garantir o bom desempenho do seu negócio? Para que sua empresa continue crescendo, clique aqui e baixe o ebook que fala sobre arquitetura do negócio e saiba como alcançar grandes resultados

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM