Custos diretos e indiretos: quais as diferenças?

A apuração de custos é um pilar fundamental da gestão contábil nas empresas. A partir dela, você pode encontrar lacunas de rendimento no negócio dos seus clientes, ajudar no planejamento de ações futuras e até no gerenciamento do orçamento de cada setor.

Você sabe diferenciar custos diretos e indiretos? Essa habilidade é uma grande aliada na apuração de custos. No artigo de hoje, falaremos tudo sobre custos diretos, indiretos e como você pode fazer uso desses dados para melhorar a gestão contábil dos seus clientes!

Como diferenciar custos diretos e indiretos?

O que são custos diretos?

Os custos diretos são aqueles que podem ser atribuídos diretamente à oferta do produto ou serviço prestado por uma empresa. É o tipo de custo que está envolvido no processo de produção e que pode ser mensurado perfeitamente por conta disso.

Pensaremos em uma empresa que fabrica bolsas artesanais. Nesse exemplo, alguns custos diretos seriam:

Mão-de-obra diretamente envolvida na produção, como costureiros, cortadores de tecido e pregadores de botão;

Matéria-prima, como os tecidos, zíperes, botões e tintas;

Materiais de embalagem, como as caixas e plásticos que envolvem as bolsas prontas para venda.

Aqui, é possível quantificar cada um dos custos envolvidos. Você consegue determinar facilmente quantos funcionários trabalham diretamente na produção de bolsas, quantos metros de tecido são utilizados por dia, quantos botões cada bolsa utiliza, quantas caixas foram enviadas para a loja. Por isso são chamados de diretos! Sem eles, você não entregaria seu produto ou serviço.

O que são custos indiretos?

Já os custos indiretos, são aqueles que você não consegue relacionar diretamente ao produto ou serviço. Por isso, são aplicados alguns critérios de rateio para destinar esses custos.

Esses critérios são uma estimativa em geral e funcionam de forma arbitrária. Veremos um exemplo:

Na nossa fábrica de bolsas, atuam um gerente administrativo, um faxineiro, um gerente de logística e um office-boy. Eles também são mão-de-obra, mas não estão diretamente ligados à produção das bolsas.

Por isso, os custos envolvidos para mantê-los na empresa são considerados indiretos, pois não têm relação objetiva com o produto final. Nesses casos, o critério de rateio é estimar o quanto cada bolsa consome dos gastos com essa mão-de-obra, levando em conta quesitos como horas de trabalho, quantidade de profissionais e rendimento aproximado. Em outras palavras, é preciso determinar o quanto cada profissional custa à fábrica para que seja possível produzir uma bolsa.

Outros exemplos de custos indiretos

  • Energia elétrica da estrutura física relacionada à administração do negócio;
  • Equipamentos de escritório;
  • Prestadores de serviços terceirizados, como limpeza, segurança e vigilância;
  • Aluguel do espaço da fábrica;
  • Seguros e taxas de manutenção.

Custos fixos e variáveis

Além da classificação em custos diretos e indiretos, também devemos falar em custos fixos e variáveis. Os custos fixos são aqueles que não se alteram, independente do faturamento do seu cliente, por exemplo.

Já os variáveis, como o próprio nome diz, variam de acordo com mudanças nas produção e vendas. Você pode unir essas 4 classificações de custos pensando da seguinte forma:

Custos fixos e diretos

Aqui, enquadram-se os custos fixos relacionados diretamente à produção. Não tem mistério! Os salários dos funcionários que produzem as bolsas, por exemplo, precisam ser pagos mensalmente, ainda que a produção diminua ou aumente, ou que as vendas não sigam o planejamento.

Custos fixos e indiretos

O aluguel do espaço da fábrica de bolsas é um ótimo exemplo de custo fixo e indireto. Em um primeiro momento, é possível pensar que o aluguel deve estar embutido nos custos de produção.

Entretanto, o espaço não é utilizado apenas pelos funcionários na linha de produção, ele é dividido com as equipes de vendas, o setor administrativo, o financeiro, a secretaria e o departamento de marketing e comunicação.

Ou seja, aqui se aplica um critério de rateio. O aluguel é um custo dividido por todos que usufruem do espaço e acaba sendo incluído no custo final do produto indiretamente, por uma divisão arbitrária. Afinal, é inviável determinar exatamente quanto cada funcionário usufrui do espaço alugado.

Custos variáveis e diretos

Os custos com matéria-prima para as bolsas estão diretamente relacionados ao processo produtivo. Entretanto, eles podem variar em função de uma série de razões.

Uma delas é um aumento repentino na produção, justificado pelo crescimento das vendas. Outra seria uma diminuição no ritmo de fabricação, por ser uma época de menor procura. Seguindo esse mesmo raciocínio, as compras de materiais de embalagem também entrariam como custos diretos e variáveis na nossa apuração de custos da fábrica!

Custos variáveis e indiretos

Por último, os custos variáveis e indiretos serão aqueles que não podem ser relacionados imediatamente à produção, mas que oscilam dependendo do ritmo do negócio do seu cliente. Um exemplo bem claro são os custos com telefonia ou office-boy, cujo consumo varia conforme é necessário produzir, ou seja, pela necessidade do mercado.

Outro exemplo de custo variável e indireto é a depreciação dos equipamentos não ligados à produção, como computadores do escritório nesse caso, que acontece mais rápido ou mais devagar dependendo do ritmo de uso dos insumos, mas não pode ser conectada diretamente ao processo produtivo.

Como utilizar esses dados?

Saber categorizar custos diretos e indiretos é muito importante do ponto de vista da gestão. Sem critérios para identificar cada tipo de custo, é bem provável que os gastos fujam do controle e despertem desequilíbrios perigosos nas contas da empresa dos seus clientes.

A apuração de custos é fundamental para definir o preço final do produto, por exemplo. Se não há informação suficiente sobre os custos de produção, diretos e indiretos, é impossível precificar a mercadoria de forma justa e de acordo com as necessidades da empresa. Dessa forma, é possível selecionar apenas os custos diretos para embutir no preço, enquanto os indiretos podem ser administrados de forma mais assertiva junto dos departamentos envolvidos em cada um deles.

Entendeu o que são custos diretos e indiretos? Não deixe de curtir nossa página no Facebook para continuar recebendo nossas atualizações

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM