Conciliação bancária: produtividade e organização para o seu escritório

5 de agosto de 2019

Cansado de ficar fazendo lançamentos de extratos bancários? Ficar horas ou dias debitando e creditando valores? Então, é possível fazer o processo de conciliação bancária de forma simples e automatizada.

Já pensou em fazer todo o seu processo de importação de extrato bancário em poucos cliques? Com uma solução contábil, isso pode deixar de ser um sonho para o seu negócio. 

Portanto, no artigo de hoje, vamos te mostrar como várias empresas estão utilizando o NG Contábil e realizando sua conciliação bancária de modo seguro e eficaz. Vamos nessa?

O que é conciliação bancária

A Conciliação bancária é um modo de controle administrativo e contábil, dos saldos bancários, em dinheiro, das empresas. Ou seja, é o controle dos valores mantidos em contas correntes de instituições financeiras ou bancos.

Como automatizar a conciliação bancária?

Com o NG Contábil é muito simples. Primeiro, você vai precisar do extrato bancário. Ele é o principal documento para a conciliação bancária. Contudo, o arquivo deve estar nos leiautes OFX ou OFC, dependendo do seu banco. 

Você consegue retirar o extrato pelo internet banking. Caso não saiba como fazer, procure o gerente do seu banco.

Realizando o procedimento

1. Salve o arquivo OFX ou OFC em uma pasta do seu computador e importe o documento para o NG Contábil.

Veja na tela baixo:

2. A classificação de débito e crédito é feita de forma automática, ou seja, o sistema faz a distinção pelo que está entrando ou saindo da sua conta bancária.

3. Contrapartida a débito ou crédito: os lançamentos da contrapartida serão identificados pela expressão do histórico bancário. A expressão e a contrapartida serão definidas por você, via criação de uma regra simples e fácil.

4. Regras para contrapartidas: as regras que serão aplicadas no ato da importação e serão exibidas na tela. Caso ainda não tenham sido definidas, podem ser copiadas de uma empresa para outra.

5. Regras para históricos: serão definidas, conforme a palavra de expressão do histórico original do extrato bancário. Essa regra pode ser usada para atribuição de outros históricos padrões, de acordo com o que deseja que seja apropriada ao lançamento contábil.

Feito isso, nos próximos meses as rotinas já estarão definidas e o processo ficará automatizado, poupando tempo dentro do seu escritório. 

Realizar a conciliação bancária nunca foi tão fácil, seguro e eficiente. Ficou interessado em conhecer o NG Contábil? Clique aqui e entre em contato com a gente.

Escrito por

Marcelo Maciel Maia - Analista de Negócios

Marcelo é Contador e Administrador de Empresas, registrado no Conselho Regional de Minas Gerais - CRCMG 119004-O. Em sua carreira, foi Técnico de Soluções Contábeis e hoje é Analista de Negócios na Mastermaq.

Confira nossos outros posts