Qual a importância do comportamento organizacional?

Saiba o que é o comportamento organizacional e como ele contribui para o capital humano da sua empresa

8 de julho de 2020

Trabalhar em um local onde as pessoas cooperam umas com as outras, que possui um bom ambiente de trabalho e que nos motive para alcançar melhores resultados profissionais é o sonho de muitos trabalhadores.

Mas a realidade que temos é um pouco diferente. Pesquisas apontaram que mais de um terço dos trabalhadores brasileiros estão insatisfeitos com o emprego. Mas, como podemos melhorar esses índices começando por nossa empresa?

São vários fatores e que deveriam ser analisados caso a caso, certo? Porém, hoje quero falar exclusivamente do comportamento organizacional e como ele é importante para entender como os seus profissionais atuam dentro do seu negócio, especialmente se você for um gestor. É só seguir a leitura!

O que é comportamento organizacional?

Comportamento organizacional é a conduta coletiva e individual de gestores e colaboradores dentro de uma empresa. É nele que entendemos quais são as necessidades das equipes de trabalho para um bom desenvolvimento dentro da organização. Esse processo busca garantir todas as condições necessárias, não só para o andamento das atividades, mas também em prol do engajamento e motivação das pessoas.

É através do comportamento organizacional que se dá a influencia positiva ou negativa de uma equipe de trabalho. Ou seja, ele pode fazer maravilhas quando usado de forma positiva, motivando os funcionários e melhorando o clima interno, colaborando para a retenção de talentos e para o aumento da produtividade dos colaboradores.

O escritor John W. Newstrom, em seu livro “Comportamento Organizacional: O comportamento humano no trabalho” definiu como “…o estudo sistemático e a aplicação cuidadosa do conhecimento sobre como as pessoas agem dentro das organizações, seja como indivíduos, seja em grupos.”

Sendo assim, para estudarmos e entendermos o comportamento organizacional mais a fundo, é preciso passar por estes três níveis: nível individual, de grupo e organizacional. Vamos falar deles agora.

Nível individual

Neste nível, busca-se entender quais são as competências, interesses, objetivos, percepções e o perfil de um colaborador de maneira individual. A partir dele,  gestores conseguem perceber e delegar funções alinhadas com o perfil daquele profissional, obtendo melhor aproveitamento no trabalho e proporcionando crescimento para o colaborador.

Nível de grupo

O foco deste nível são os departamentos ou grupos que compõe a empresa. Aqui, é analisado a formação destes grupos, como são suas funções e como conectá-los à outras equipes, proporcionando uma melhora na comunicação e fazendo com que possam trabalhar de maneira conjunta e efetiva.

Esse nível proporciona motivação e deixa os colaboradores mais satisfeitos, aumentando a produtividade e, consequentemente, proporcionando melhorias nos resultados da empresa.

Nível organizacional

Aqui, o nível analisa a empresa como um todo, integrando atividades com objetivos comuns e como suas diferentes dimensões influenciam no comportamento dos seus colaboradores. Aqui também é possível entender como a área de recursos humanos pode influenciar os demais componentes da empresa.

Também é possível entender, neste nível, como a cultura organizacional influencia o comportamento das pessoas que trabalham pra você.

Outro ponto importante para se entender o comportamento organizacional são suas duas principais características, as quais falaremos a seguir.

Características do comportamento organizacional

Existem ainda dois pilares para se tratar do comportamento organizacional, que devem ser seguidos no dia a dia da empresa e na forma como os seus colaboradores se portam. Assim, seus processos serão cumpridos de forma satisfatória.

Um deles é a ética. Na sua empresa, por exemplo, já deve haver um código de ética nos quais os funcionários devem seguir, certo? Este código está totalmente ligado aos valores da sua empresa e abrange o respeito aos colegas, a não divulgação de informações sigilosas, entre outras. É através da ética que temos a garantia de uma boa convivência não somente no local de trabalho, mas também enquanto sociedade.

O outro é a responsabilidade. Quando pautamos o comportamento organizacional neste ponto, significa englobar desde as pequenas atitudes em prol da empresa, como apagar a luz do escritório e prezar pela conservação do patrimônio da organização.

Neste conceito, não é tratado somente as obrigações que o profissional tem com a empresa. Inclui-se também o comportamento individual do colaborador e como suas atitudes podem refletir no coletivo.

Certo, mas como tudo isso pode ajudar no seu negócio? É sobre isso que falaremos a seguir.

A importância de se estudar o comportamento organizacional

Muito se fala da importância de propor uma boa experiência para seus clientes e de como os consumidores estão cada dia mais exigentes – e com razão! Mas, como fica a satisfação dos seus funcionários?

Pense em seus colaboradores como o pilar principal para essa interação. Para isso, eles precisam estar motivados e satisfeitos, o que contribui para um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.Assim, sua empresa se torna referência não somente para clientes, mas também para o mercado de trabalho, afinal será recomendada também pelos seus funcionários.

Portanto, esses aspectos contribuem principalmente para a gestão de pessoas, pois permite entender como lidar com seu quadro de trabalhadores e auxilia também na retenção de talentos, reduzindo as taxas de turnover da organização e proporcionando o desenvolvimento humano.

E por falar em desenvolvimento humano, dentro do comportamento organizacional é possível identificar funcionários que possuem talentos ou características de liderança que podem ser trabalhadas. Sabemos que empresas que possuem bons líderes têm maior chance de melhores resultados, especialmente com a gestão de pessoas.

Além disso, no que se refere à gestores, o comportamento organizacional auxilia na compreensão das relações interpessoais no trabalho, preparando este profissional para lidar com as individualidades do seu grupo e gerenciando as diferenças.

Ainda para os líderes, é possível, dentro do comportamento organizacional, traçar ações que incentivem os profissionais no alcance de melhores resultados, fomentando a motivação da equipe e estimulando seu potencial de crescimento.

Outro ponto importante para se estudar e aplicar uma cultura organizacional na sua empresa é o aumento da inovação e criatividade. Uma empresa que proporciona um ambiente fértil, positivo e aberto só tem a ganhar com a imaginação e liberdade para criar de seus profissionais. Faça com que seus colaboradores se sintam importantes dentro do processo e melhore os seus resultados.

Além disso, o que mais é possível incrementar dentro do comportamento organizacional?

Como falamos, o comportamento organizacional auxilia na gestão de pessoas, no ambiente de trabalho como um todo e na retenção de talentos. Além disso, é através dele que se possibilita uma melhor compreensão das relações interpessoais, facilita a comunicação entre os diversos setores e hierarquias da empresa e contribui inclusive para o desenvolvimento da inteligência emocional.

Para que você possa fazer uma análise sobre o comportamento organizacional da sua empresa, é importante levar alguns aspectos em conta, como os indicadores de desempenho, faltas registradas, índices de rotatividade e comprometimento com os valores da organização.

Lembre-se que, para se comprometer com valores e crenças de uma empresa, é preciso estar atento à cultura organizacional da mesma.

É a partir da cultura organizacional que são gerados os conjuntos de valores, crenças e comportamentos de uma empresa. Nós temos um artigo que fala sobre isso! Acesse aqui e me conte o que achou, ok?

Como vimos, os ganhos com o comportamento organizacional não são somente financeiros. Funcionários motivados contribuem para o aumento de satisfação e a melhora no clima de uma empresa!

Espero que você tenha gostado do nosso conteúdo! Aproveite e confira nosso Manual para PME’S. Lá, tem tudo que você precisa saber para a gestão do seu negócio. Baixe agora, é gratuito!

Escrito por

Julia Martins - Analista de Mídias Sociais

Júlia é graduada em Relações Públicas, pós-graduanda em Comunicação Digital e Mídias Sociais e possui certificações em Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing. Atua como Analista de Mídias Sociais na Mastermaq.

Confira nossos outros posts