Capital de giro: O que é, como calcular e sua importância

Dicas para aumentar seu capital de giro

29 de junho de 2020

A sua empresa está descapitalizada? O seu capital de giro está baixo? Não sabe nem o que é isso?

Em uma pesquisa sobre causa mortis das empresas feita pelo SEBRAE, a maioria dos negócios vão à falência no seu primeiro ano. Dessas, 39% não sabiam qual era o capital de giro necessário para abrir o negócio.

A partir dessas informações, vai ficando explícito a importância dessa ferramenta uma empresa. Mas afinal de contas, o que é exatamente capital de giro e como ter a quantia necessária? 

Vamos entender mais sobre isso! Continue a leitura a seguir.

O que é Capital de giro?

O working capital, traduzido para o português como capital de giro é o valor que fará sua empresa funcionar e se manter viva. Ou seja, são recursos que ficam em estoques, nas contas a receber, no caixa e etc.

Resumindo, Capital de Giro é o recurso que garante a manutenção do estoque, permite que você faça vendas a prazo, entre outras coisas. Voltaremos a falar disso mais adiante. Agora, vamos entender para que é utilizado o capital de giro?

Pra que serve o Capital de Giro?

O Capital de Giro serve para medir a liquidez de uma empresa, ou seja, sua capacidade de transformar recursos em dinheiro (caixa), além de medir sua saúde financeira a longo prazo. Sendo assim, ele é uma importante ferramenta para ajudar no planejamento financeiro da sua empresa. 

Devemos lembrar que nem todas as vendas são pagas à vista. Até que o contas a receber chegue a você, é preciso ter uma quantia para sanar essa ausência, para pagar os custos e operações que envolveram essa venda.

Ele é a fonte que manterá as operações rotineiras rodando, por isso o complemento “de giro”.

Como é calculado o capital de giro?

Capital de giro é calculado pela diferença entre o ativo circulante (como o caixa, contas a receber, estoque) de uma empresa e as suas despesas a pagar, também chamadas de passivo circulantes (contas a pagar, impostos, salários).

Sua importância

Como é o capital de giro responsável por manter as funções “girando”, é preciso estar sempre atento para ter a quantia necessária para suprir todas as necessidades.

Problemas com o fluxo de caixa podem retardar a expansão da empresa e operações internas já existentes. 

Com o capital de giro positivo, um negócio está mais propenso a conseguir aproveitar oportunidades futuras ou até se preparar para uma crise. Escrevi um artigo sobre gestão de crise e um dos seus componentes essenciais é ter capital disponível para traçar e efetuar estratégias. Vale a pena ler! 

Quando está difícil de manter o capital de giro em uma margem, algumas empresas optam por pegar financiamentos para atingir o valor desejado. No entanto, algumas práticas internas podem ser combinadas e executadas para deixar esse dinheiro disponível por mais tempo como capital. Vejamos algumas delas!

Negocie prazos

Quando você prolonga o prazo de pagamento para fornecedores, até que você pague, o dinheiro estará disponível, aumentando assim a disponibilidade de capital. 

Usar outros formatos de pagamentos que aumentam esse prazo também é uma boa opção.

Esteja atento aos pagamentos dos clientes

Mande lembretes quando a fatura estiver perto do prazo, tentando manter as entradas de acordo com o esperado. 

Algumas empresas optam por dar descontos em determinadas formas de pagamento para estimular o seu uso, mas nesse caso, é preciso estar atento se o desconto é vantajoso ou acaba sendo negativo para seu negócio.

 

Estoque balanceado

Um dos destinos do desta ferramenta é o estoque. É importante que ele esteja sempre com uma quantidade balanceada que satisfaça seu cliente.

No entanto, estocagem em excesso é sinônimo, muitas vezes, de alto gasto. Por isso, tente sempre comprar o necessário e não muito além disso. Dessa forma, você consegue preservar mais seu capital de giro.

Gestão automatizada

Para conseguir ter o fluxo ideal, é preciso ter sempre todos os dados sobre as operações dentro da empresa, assim você consegue mapear seus ativos e passivos e, partir disso, criar um planejamento financeiro, que assim é mais propenso de ser executado.

Esses dados envolvem muitos processos e, por isso, é interessante ter softwares para te auxiliar a colher esses dados, facilitando a análise.

E aí, ficou clara a importância do capital de giro no seu negócio? Ele é essencial para manter a saúde financeira positiva de um empreendimento. Escrevemos um artigo com as 11 dicas para manter fazer o planejamento financeiro da sua empresa! Confira neste link!

Escrito por

Gabriela Bowen - Estagiária de Marketing

Gabriela é estagiária de Marketing e Conteúdo da Mastermaq Software, sob a supervisão de João Vitor Fernandes - Analista de Conteúdo.

Confira nossos outros posts