5 indicadores financeiros para as PMEs ficarem de olho

Uma das atividades mais importantes na rotina do empresário é a gestão contínua dos resultados do negócio e o planejamento de metas baseadas nesses índices e nos objetivos futuros da empresa.

Mas para que essa análise garanta uma gestão mais segura e possibilite a tomada de decisões acertadas, é preciso discutir em cima de alguns dados financeiros.

Você não precisa fazer uma pós graduação de finanças para realizar essa atividade. Hoje, existem diversos indicadores fáceis de calcular, além de ferramentas que fazem isso por você, e que podem ajudam a administrar sua empresa com clareza e foco.

No artigo de hoje, confira 5 dados financeiros que você não deve perder de vista no seu negócio e aprenda a analisar cada um deles!

1. Faturamento

O faturamento indica aquilo que a empresa vende, ou seja, a quantidade de dinheiro que o negócio recebe. Comparar este valor com a meta indicada no planejamento estratégico é uma das formas de saber se os objetivos vêm sendo atingidos.

Caso o faturamento esteja abaixo do que se espera, é preciso encontrar formas de buscar novos clientes.

2. Lucratividade

Esse indicador representa o percentual de lucro da empresa. Ao relacionar o faturamento com a margem de lucro, é possível analisar e prevenir problemas na companhia. Por exemplo: se para alcançar ganhos aceitáveis a organização precisa ter um valor muito alto de entradas, isso indica um risco para o negócio.

Mesmo que a empresa tenha um faturamento ideal, é preciso que haja sobra de dinheiro. Se isso não ocorre, é necessário avaliar os custos e ver o que pode ser modificado. Outra forma importante de usar esse indicador é comparando sua lucratividade com outros players do mercado, a fim de avaliar se sua companhia está indo bem.

3. Ticket médio

Por meio desse indicador, é possível conhecer quem são os clientes mais importantes da sua empresa e trabalhar em um atendimento especial para eles. Também são identificados os itens mais vendidos de maior ou menor valor, além dos vendedores que mais realizam vendas.

Para melhorar esse indicador, é preciso investir na capacitação dos funcionários para que eles conheçam melhor o negócio e, assim, realizem mais vendas por cliente; fechando pacotes de familiares de imposto de renda, por exemplo.

4. Fluxo de caixa

Esse indicador está relacionado à mobilidade do dinheiro no caixa da empresa. Se os valores que a companhia recebe são rapidamente utilizados para cobrir as despesas, o negócio está em uma situação delicada — afinal, a empresa pode acabar se envolvendo em dívidas caso o faturamento diminua por qualquer motivo em algum período.

5. Endividamento

Esse indicador demonstra a diferença entre o capital da empresa e suas dívidas. Um alto índice de endividamento, ainda que a empresa feche no positivo, informa que há dificuldade financeira. Bancos costumam analisar esse indicador para viabilizar ou não um empréstimo.

Com os indicadores financeiros você pode, todos os meses, entender se e como sua empresa está evoluindo, realizando uma gestão eficiente. Por meio desses dados, você poderá tomar decisões para aperfeiçoar processos, atingir metas e aumentar o lucro.

Também é necessário que você conheça como sua empresa se comporta com o passar do tempo e qual a relação disso com seu mercado de atuação. É preciso compreender como são os seus resultados em comparação à concorrência, decidindo posteriormente como trabalhar essa informação.

Viu como a utilização de indicadores financeiros é fundamental para avaliar a saúde do seu negócio? Ficando de olho nos indicadores apresentados nesse post, você poderá analisar os resultados da sua empresa e tomar decisões para que ela possa crescer cada vez mais!

Agora que você entendeu a importância dos indicadores financeiros e como analisá-los, que tal continuar se informando sobre o assunto? Assine nossa newsletter e receba mais dicas exclusivas para fazer seu negócio crescer!

Mastermaq

Com mais de 25 anos de experiência, a Mastermaq oferta produtos e serviços baseados em softwares para todo o território nacional. Contamos com uma rede especializada que atende em todas as regiões do país, envolvida no acompanhamento de milhares de contratos ativos.

LEIA TAMBÉM